terça-feira, 16 de abril de 2013

"Gosto de ti assim", por Marta Gautier

Imaginem uma sala acolhedora, cercada de estantes repletas de livros e uma grande mesa ao centro, onde nos dispomos a conversar enquanto bebericamos um delicioso chá com biscoitos. Ou então, imaginem um lindo jardim de relva fresquinha, com espaço suficiente para as crianças brincarem enquanto preparamos um piquenique e aquecemos ao sol os nossos pensamentos. Agora, imaginem tudo isso, também quando estamos sós ou na companhia de um bom livro. Sendo o caso, sugiro a leitura da psicóloga Marta Gautier, «Gosto de ti assim», Lisboa: Editora Objectiva, 2011, que descobri no verão passado e, sinceramente, me ajudou a ser mais paciente comigo, a exigir menos de mim e a me desculpar quando não sou aquilo que esperam. É um livro que se classifica como de autoajuda, de leitura fácil e cativante, desses que lemos de uma só vez.
 
Pode ser adquirido pela Internet, mas também está a venda mais ou menos nos locais habituais, ao preço médio de € 15,00. Confiram a sinopse:
 
Sinopse: "Estas páginas encerram o diário de uma mulher. São 30 dias na vida de uma mulher tão especial e tão comum como todas as outras. Espreitamos aqui a sua intimidade e vemo-la jurar que nunca mais grita, e a gritar no minuto seguinte. A ser vencida pelo stress do dia-a-dia, e a enfrentar serenamente provações triviais. A debater-se com a culpa, com a dificuldade de se entregar e de gostar de si. A renunciar à personalidade e à vontade própria para agradar aos outros, e a fazer só que lhe apetece, porque a sua vontade está em primeiro lugar. A desesperar com a complexidade da sua relação com o marido e os filhos, e a aprender a gostar de si e dos outros assim mesmo. A confrontar os fantasmas do passado, e a contemplar a possibilidade de um futuro feliz. E percebemos então que é possível que aquilo que gostaríamos de ser, seja muito menos e não chegue sequer aos calcanhares do que somos realmente. O segredo descobre-se quando paramos de tentar ser uma pessoa diferente. O que somos, exatamente o que somos é sempre melhor do que julgamos. E chega perfeitamente".

3 comentários:

  1. Incluirei na minha lista para as próximas leituras..

    ResponderEliminar
  2. Lembro-me de falares deste livro no verão!
    Já está na minha "wish list", este e "A Dieta dos 31 dias" :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale mesmo a pena ler, Filipa! Empresto-te...

      Eliminar