terça-feira, 3 de junho de 2014

Quarenta e tal...

Hoje faço anos. Mais um. Beeem, quarenta e tal! Quarenta e tal já faz alguma moça mas é quase indelével. A garotada de vinte e poucos anos que a gente viu criança, hoje na faculdade, trata a gente por "tia"... exige algum respeito! Quarenta e tal é um tantiiiiinho mais que quarenta e é relevante. Com quarenta e tal a gente nem é jovem, nem é velho; está ali no intermédio. É como ser o filho do meio, às vezes é indefinido. Há quem, nesta idade, sinta uma sofreguidão pela vida, uma ânsia de viver tudo o que falta; a mim, aconteceu-me o inverso. Quero viver lentamente, saborear o instante como quem aprecia um bom prato, um bom vinho, o pôr do sol. Não tenho pressa! E também sinto, com a mesma calma, que posso alterar a vida toda outra vez. Vejam só: cheguei no estágio em que me aceito e me gosto, em que me entendo e me defino e, embora sinta que morrerei com os meus traços, também não me parece que tenha o direito de traçar os outros. Mas mudaria a vida, se preciso fosse! Gosto de olhar para trás e sentir que estou onde projetei; gosto de estar onde estou, tal como gosto de saber que mudaria tudo de lugar se a vida assim me obrigasse. É paradoxal. Se calhar, uma coisa alteraria: tiraria mais a mão do travão. Mas por outro lado, vejam se compreendem esta paródia: no grupo de amigos que saem em diversão, há um responsável por conduzir o veículo, aquele que em consciência abstém-se do álcool e retorna os amigos à casa. A vida pode ser imensamente divertida mas há aqueles que são só passageiros e há os outros: os que conduzem. É só uma questão de perspetiva, de situar-se em um dos dois lados. Enfim, a mim calhou-me a chave do carro. Vamos lá nos divertir mas sem esquecer a regra: "Se beber, não conduza"... ou vice-versa.

E olhem só o doodle que o google deixou para mim. Tão lindo! :D



9 comentários:

  1. Respostas
    1. Parabéns para ti, antecipados :D e muito obrigada!

      Eliminar
  2. Está na hora de entregar a chave do carro, ou quem sabe, ir de taxi! Convida-me. Adorei o texto, como sempre, parabéns duplamente ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho que vc tem razão kkkk beijos minha querida! e mto obr pela dica ;)

      Eliminar
  3. MARAVILHOSO!!! Adoro-te ler! Espero ser conduzida por ti, por muitos e bons anos.
    PARABÉNS para ti, querida amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. obrigada minha amiga ;) um beijinho.

      Eliminar
  4. Amei a sutileza que interpretou essa idade tão preciosa que vivemos e que bom quando podemos apreciá-la com maturidade,
    Beijo!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Rosangela, fico feliz por se identificar ;) Beijinhos.

      Eliminar